O tão falado (e inobservado) prontuário do paciente:

Talvez um dos assuntos mais conhecido e falado dentro de um estabelecimento hospitalar seja o prontuário do paciente. E ele é tão inobservado quanto é falado. Na edição de setembro/1998 deste “Notícias Hospitalares”, em companhia do Desembargador aposentado do Tribunal de Justiça de São Paulo, Dr. Adauto Suannes, escrevi extenso e completo artigo denominado “Notas…

Veja mais

A autonomia do paciente é ilimitada?

Holanda: primeiro país do mundo a legalizar o suicídio assistido para pôr fim ao sofrimento de pessoas portadoras de doenças incuráveis, ou, de forma mais simples, a eutanásia. Na Holanda, além da vontade inequívoca (clara) do paciente, exige-se que o médico que assiste o doente ateste a conveniência daquele procedimento terminal. Depois disso, um órgão…

Veja mais

A responsabilidade do dentista

Alguns não gostam da palavra “dentista”. Preferem ‘odontólogo’, ‘odontologista’ ou cirurgião-dentista. Questão de semântica, apenas. As palavras são sinônimas. O que interessa mesmo é que o profissional da odontologia, como liberal que é, responde pela qualidade dos serviços que presta, devendo observar, dentre inúmeras regras, as estabelecidas pelo Código de Defesa do Consumidor. Diferentemente do…

Veja mais

O especialista

A constante e rápida evolução social, cultural e tecnológica da sociedade exige que os prestadores de serviços tornem-se conhecedores profundos nas suas respectivas áreas de atuação, visando atender-lhe de maneira específica e eficiente. A partir dessa necessidade surge o especialista que é aquele profissional que se consagra com particular interesse e cuidado a certo estudo.…

Veja mais

A exclusão do Pinto

Alguns garotos pretenderam, na justiça paulista, tirar do seu nome o apelido de família “PINTO”, pois se sentiam humilhados pelas brincadeiras dos demais colegas, que insistiam em fazer ligação daquele patronímico com o pênis. Ainda justificaram que a permanência daquele sobrenome interferia na auto-afirmação e causavam baixa estima, pois as crianças se recusavam a escrever…

Veja mais